Em nossa última batalha musical Djavan venceu a banda “Guns N’ Roses” em votação realizada no Instagram e Facebook. O cantor é conhecido por seu jeito único de compor. Responsável por criar verdadeiras poesias melódicas, ele afirma em seu documentário “Um retrato íntimo.com”, que sempre teve muito prazer em estar no estúdio compondo e gravando, pois é um momento em sua vida no qual ele se diverte muito, principalmente por estar fazendo aquilo que ama.

Djavan nasceu no dia 27 de janeiro de 1949, em Maceió, Alagoas. Ao longo de sua carreira musical já lançou mais de 20 álbuns e é dono de inúmeros sucessos, como: “Oceano”, “Lilás”, “Samurai” e “Se”.

Parceria com Stevie Wonder

Uma curiosidade sobre o artista é que ele conquistou solos internacionais. Devido a regravação de Flor de Lis em inglês, a Sony Music convidou Stevie Wonder, um dos maiores representantes da soul norte-americana, para participar da canção Samurai. Confira:

Depois dessa parceria, o cantor e também produtor adaptou seus discos e canções com versões em inglês e inovou cada vez mais com a chegada do disco Novena (1994) totalmente composto, produzido e arranjado por Djavan. Os trabalhos dessa fase, tem influências fortes do jazz, blues, soul, e funk norte-americano, com hits dançantes e animados.

Influências nas composições 

Depois dessa parceria, o cantor e também produtor adaptou seus discos e canções com versões em inglês e inovou cada vez mais com a chegada do disco Novena (1994) totalmente composto, produzido e arranjado por Djavan. Os trabalhos dessa fase, tem influências fortes do jazz, blues, soul, e funk norte-americano, com hits dançantes e animados.

Primeiro a promover uma produção independente

Em entrevista à Folha de S. Paulo, o cantor contou um pouco sobre a sua trajetória : “Sempre fui um pouco à margem. Teve a turma da Bahia, de Pernambuco, do Ceará, mas não teve a turma de Alagoas. Fui meio sozinho nessa trajetória. Eu nunca atrelei a minha carreira ao mercado, nunca foi preponderante no meu fazer. Sempre ignorei o mercado, corri por fora”.

O compositor ainda relembra que há pelo menos 15 anos ele mesmo produz músicas, letras, toca, canta, e faz os arranjos de seus trabalhos. Além disso, entre os grandes nomes da MPB, Djavan foi o primeiro a promover uma produção independente, abrindo sua própria gravadora, Luanda, no ano de 2001.

Mesmo correndo por fora como ele diz, Djavan conquistou multidões, criou grandes hits e inspirou muitos outros cantores com seu estilo, irreverência e sensibilidade. O cantor com 45 anos de carreira, irá representar o Brasil no Rock in Rio 2022 no palco Mundo, escrevendo mais um capítulo de uma linda história.

Fonte: Alpha FM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.